Você está aqui

Mulheres camponesas se somam a greve de fome em Brasília contra a Reforma da Previdência

O Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), nesta segunda feira, dia 11 de dezembro, se junta à greve de fome contra a reforma da Previdência iniciada pelas companheiras e companheiros do MPA, que está acontecendo desde o dia 05 de dezembro em Brasília, no salão verde da Câmara dos Deputados.

As camponesas Rosangela Piovizani e Rosa Job, do MMC, somam-se à greve, ao lado de Josi, Leila, Frei Sérgio e Simoneide de Jesus, do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), e Fábio Tinga, do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras por Direitos (MTD). Para Rosangela, “Estou entrando em greve de fome para mais uma tarefa da luta do MMC e da luta da classe trabalhadora. Entrar em greve de fome é um ato extremo, mas necessário nesse momento em que a aliança desse governo golpista com o capital retira inúmeros direitos e políticas públicas do povo. Estamos num momento de desafios e esta iniciativa é de luta e rebeldia, não devemos ter medo, esta decisão é em nome do direito de proteger e garantir a vida com dignidade para as mulheres e a classe trabalhadora em geral”. Às companheiras Rosangela e Rosa, enviamos toda nossa solidariedade e desejamos muita força para essa ação de extrema solidariedade com a vida de milhares de pessoas.

Fábio (MTD), Rosa (MMC), Josineide (MPA), Leila (MPA), Simoneide (MPA), Frei Sérgio (MPA), Rosângela (MMC)

Fábio (MTD), Rosa (MMC), Josineide (MPA), Leila (MPA), Simoneide (MPA), Frei Sérgio (MPA) e Rosângela (MMC)

 

Os direitos Previdenciários são pauta histórica do MMC, que participou na luta e na construção da constituição de 1988, constituição essa que garantiu muitos direitos para as mulheres camponesas, pois até então a profissão de agricultora não existia. Os golpistas tentaram nos enganar, dizendo que os rurais estavam fora, mas a verdade é que a reforma da previdência mantém inúmeros prejuízos para nós, mulheres camponesas. A bandeira da Previdência Pública Universal e Solidária é muito cara para o MMC. Construir um projeto de sociedade onde todas as pessoas tenham direito a viver com dignidade, permanecer no campo, produzindo alimentos saudáveis, enfrentando todas as formas de violências contra as mulheres é a nossa missão.

O Movimento de Mulheres Camponesas convoca todas as mulheres camponesas, suas famílias, a classe trabalhadora em geral a se somar na luta contra a Reforma da Previdência. Não aceitamos retrocessos!

A Previdência é Nossa! Ninguém tira ela da Roça! Nenhum Direito a Menos!

Minga Informativa

Produção: MDA Comunicação Integrada