slideshow 1 slideshow 2 slideshow 3

Mulheres camponesas se somam a greve de fome em Brasília contra a Reforma da Previdência

O Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), nesta segunda feira, dia 11 de dezembro, se junta à greve de fome contra a reforma da Previdência iniciada pelas companheiras e companheiros do MPA, que está acontecendo desde o dia 05 de dezembro em Brasília, no salão verde da Câmara dos Deputados.

Nota de solidariedade à greve de fome das companheiras e companheiros do MPA contra a Reforma da Previdência

Nós mulheres camponesas nos solidarizamos com nossas/os companheiras/os do Movimento dos Pequenos Agricultores que desde ontem dia 05 de dezembro estão fazendo Greve de Fome para barrar a Reforma da Previdência em Brasília. A Reforma em tramitação retira direitos das trabalhadoras e trabalhadores que com muita luta, garra e determinação foram conquistados ao longo da história.

LUTADORAS DO POVO!

PORQUE LUTAMOS?

Sobre a condição de ser mulher negra no Brasil é necessário apontarmos que:

  • 58,86% das mulheres vítimas de violência doméstica.

(Balanço do Ligue 180 - Central de Atendimento à Mulher/2015)

  • 53,6% das vítimas de mortalidade materna.

(SIM/Ministério da Saúde/2015)

MMC/Sergipe participa de debate sobre enfrentamento ao racismo

No dia 11 de novembro, a companheira Sônia Malaquias, da coordenação nacional do Movimento de Mulheres Camponesas – MMC/Sergipe esteve presente na mesa "Movimentos Sociais ao Enfrentamento do Racismo" no "III Seminário Psicologia e Relações Interéticas", que ocorreu de 09 a 11 de novembro na Universidade Federal de Sergipe.

Páginas

Minga Informativa

Produção: MDA Comunicação Integrada