slideshow 1 slideshow 2 slideshow 3

Lutadora feminista Rose Marie Muraro, vive!

O Movimento de Mulheres Camponesas lembra Rose Marie Muraro, por ter sido há muito tempo, uma mulher à frente do seu tempo, que se voltou para dentro de si, para sobreviver: contestou, desobedeceu. Viveu o impossível, dizendo que “a vida nasce do impossível”, e, admitiu ser uma mulher que também queria “pôr fogo no mundo”.
Venceu a cada dia as barreiras da cegueira, escreveu mais de quarenta livros, dentre eles: “Memórias de uma Mulher Impossível”, “Os seis meses em que fui homem”, “Mulher no Terceiro Milênio”. Era, acima de tudo, uma mulher inteligente, audaciosa, perspicaz, “uma bruxa”, segundo ela mesma se definia. Foi uma das primeiras a falar abertamente de feminismo no Brasil, e, por isso, sofreu as consequências: a perseguição, num tempo em que as mulheres nem representavam perigo, na ditadura militar.
Sofreu violências, como tantas mulheres no passado e no presente, mas, teve coragem de se rebelar e se contrapor ao machismo e ao patriarcado. Lutou com todas as suas forças e foi teórica, cujo legado seguimos e seguiremos.
Nossa eterna gratidão, pelo seu exemplo de vida e de luta.

Rose Marie Muraro faleceu em 21 de junho de 2014. Sua história nos anima a prosseguir na luta feminista e camponesa.
Rose Marie Muraro Vive, Vive, Vive!

Lutador Plínio de Arruda Sampaio, vive!

Lutador Plínio de Arruda Sampaio, vive!

Hoje vivemos um dia de grandes reflexões, tristezas, pois nos deixou fisicamente um dos companheiros muito aguerridos da luta Popular no Brasil. Defendia a Reforma Agrária como ninguém e nunca arriou a bandeira da luta, nem mesmo nos momentos de maior dificuldade da democracia brasileira. Homem dedicado, verdadeiro, pensador, orientador das grandes causas sociais, fica na nossa história, exemplo de vida, dedicação Camarada Plínio de Arruda Sampaio.

Para decidir os rumos do Brasil

A Constituinte Exclusiva e Soberana deverá ser unicameral, sem o Senado, e sem tutela do Judiciário e ingerência do poder econômico. Só através dela nosso país alcançará, de modo pacífico, as tão almejadas reformas de estruturas.

Conexão denuncia o uso indiscriminado de agrotóxicos no Brasil

No Conexão Repórter (SBT) do último 18 de junho, Roberto Cabrini comanda uma investigação exclusiva e revela as graves consequências do uso indiscriminado de agrotóxicos. No sertão nordestino, o programa encontrou trabalhadores desprotegidos que se contaminam todos os dias. Uma região onde a incidência de câncer chega a ser 30% maior do que o normal.

Páginas

Minga Informativa

Produção: MDA Comunicação Integrada